Arquitetura do ferro na 2.ª metade do século XIX

Vista interior da estação St. Pancras, Londres. A estrutura metálica que a cobre é obra dos engenheiros William Barlow e Roland M. Ordish (1863-65)

Na segunda metade do século XIX, os progressos científico-técnicos e a nova realidade social decorrente da industrialização motivaram alguns intelectuais e artistas para novas visões na literatura e nas artes: assim, desenvolveram-se novas correntes estéticas.

Na literatura, o romance realista constituiu um instrumento de crítica à sociedade burguesa.

Na arquitetura, os novos materiais (ferro, cimento armado e vidro) possibilitaram novas soluções arquitetónicas, mais flexíveis e criativas.

– O que possibilitou a emergência da arquitetura do ferro?

– Quais as suas caraterísticas?

– Que vantagens e desvantagens apresenta?

Estas são as questões abordadas na seguinte apresentação multimedia: arquitetura do ferro

 

Esta entrada foi publicada em Materiais didáticos com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s