As novas conceções científicas e a descrença no pensamento positivista

A crise da consciência europeia resultou não só de novas descobertas no campo das ciências físicas e humanas que abalaram o pensamento positivista dominante no século XIX, como foi uma das consequências da Primeira Guerra Mundial.

 No campo das ciências físicas, logo na primeira década do século XX, os velhos conhecimentos sobre a constituição da matéria, considerados imutáveis, são postos em causa pela teoria dos quanta de Max Planck (segundo a qual não é possível conhecer com exatidão as partículas constituintes da matéria, mas apenas estabelecer um conhecimento assente em probabilidades), e sobretudo pela teoria da relatividade de Einstein (segundo a qual, o espaço e o tempo não eram grandezas absolutas, mas sim relativas, dependendo uma da outra).

 Estas descobertas contribuíram para a consciência da relatividade do conhecimento também nas ciências humanas. Contra o racionalismo e o positivismo ergueu-se o relativismo e o subjetivismo.

Esta entrada foi publicada em Materiais didáticos com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s