Preparação da visita de estudo ao Palácio e Convento de Mafra

O Palácio-Convento de Mafra é um dos mais importantes monumentos do barroco português setecentista. Desenvolve-se simetricamente a partir de um eixo central, a Basílica, ponto principal de uma extensa fachada ladeada por dois torreões e tendo na zona posterior o recinto conventual da Ordem de S. Francisco da Província da Arrábida. O edifício é uma mescla de estilos barrocos europeus, associando características nacionais a influências alemãs, nomeadamente nos torreões laterais, e italianas, sobretudo na igreja.

Em começos de 1711, D. João V, que casara com D. Maria Ana de Áustria, prometeu erigir um convento no caso de Deus lhe conceder filhos; a 4 de dezembro de 1711 nasceu a infanta D. Maria Bárbara que seria rainha de Espanha. O monarca cumpriu o voto que fizera, sendo os terrenos adquiridos em 1713. A obra a cargo de Johann Friedrich Ludwig, um ourives alemão naturalizado português, com formação de arquitetura em Itália, foi inicialmente dimensionada para acolher treze frades arrábidos, mas no final da construção albergou mais de trezentos. A primeira pedra foi lançada a 17 de novembro de 1717 (numa cerimónia assistida pelo Patriarca de Lisboa e pela Corte) e a Sagração Solene da Basílica ocorreu a 22 de outubro de 1730, no dia do 41.º aniversário do rei. As obras prosseguiram até 1744, data em que foram dados por terminados o Palácio e o Convento. Este monumento possui ainda uma notável biblioteca, em estilo rocaille, com cerca de 40 000 exemplares. 

Visitado pela Família Real apenas na época de caça ou para celebração de algumas festas religiosas, o Palácio foi, no entanto, habitado por D. João VI em 1807, antes da partida da Corte para o Brasil em consequência das invasões francesas. Posteriormente, foi daqui que D. Manuel II partiu para o exílio, a 5 de outubro de 1910, aquando da proclamação da República.

Esta entrada foi publicada em Materiais didáticos com as etiquetas . ligação permanente.

Uma resposta a Preparação da visita de estudo ao Palácio e Convento de Mafra

  1. Sempre me chamou a atenção a construção monumental deste Palácio.
    Só o conheci por volta dos meus trinta anos. Nasci na cidade do Porto e conhcio através de um pequeno livro de meu pai que é natural de Torres Vedras.
    Admiro a sua grandiosidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s